CRIME E VITIMAÇÃO – PÓLO UNIVERSITÁRIO – PORTO

Crime e Vitimação no Pólo Universitário da Asprela

De acordo com os resultados obtidos no estudo realizado pela equipa do OPVC da UFP,  40% dos estudantes universitários considera que Asprela não é uma zona segura, sendo o furto e o roubo os crimes mais observados. Roubo, furto, e agressão física são os crimes mais temidos. 15% da população estudantil foi vítima de crime naquela área. O estudo realizou-se em estreita colaboração com Comando Metropolitano de Polícia de Segurança Pública do Porto, e foi apresentado com a parceria da Câmara Municipal do Porto

Veja mais no Vídeo realizado e editado pelo

LABORATÓRIO DE TELEVISÃO da Universidade Fernando Pessoa

Aplicação Informática para Agentes de Segurança / OPVC-UFP

Aplicação Informática para Agentes de Segurança / OPVC-UFP

Crime and Victimization in the Universities area of Asprela

According to the results obtained in the study developed by OPVC team of UFP, 40% of students consider that Asprela is not a safe zone. Theft is the most frequent crime observed. Robbery, theft, and physical aggression are the most feared crimes. 15% of the student population was victim of crime in the Asprela area

See more in … Video developed and edited by

TV LAB / University Fernando Pessoa

Anúncios

Crime e Vitimação na Perspetiva dos Estudantes Universitários do Porto

 Aconteceu no OPVC-Crime e Vitimação na Perspetiva dos Estudantes Universitários do Porto

Os resultados apresentados no passado dia 30 de Abril revelaram as perceções de mais de 300 estudantes, que referiram a observação de crime no Pólo universitário, apontando a necessidade mais vigilância. Foram ainda analisados os espaços que apresentam características potenciadoras do crime.

Roubo, furto e agressão física são os crimes mais temidos pelos estudantes, para além de outros resultados que foram apresentados pelo OPVC, na Casa do Infante, numa colaboração com a Polícia de Segurança Pública do Porto e em parceria com a Câmara Municipal do Porto.

II Fórum Internacional Violência e Crime - Observatório Permanente Violência e Crime da Universidade Fernando Pessoa

II Fórum Internacional Violência e Crime – Observatório Permanente Violência e Crime da Universidade Fernando Pessoa

 It happened in OPVC – Crime and Victimization in the Perspective of University Students of Porto

The results presented revealed the perceptions of more than 300 students, who reported the observation of crime in the university area. They refer the need for more surveillance.

Robbery, theft and physical assault are the most feared crimes by students, as well as other issues that were presented by OPVC at Casa do Infante, in collaboration with the Public Security Police of Porto and in partnership with the City of Porto.

LANÇAMENTO LIVRO – Delinquência-Percursos Criminais

pt banner 1 Lançamento de Livro de Investigadora do OPVC

“Delinquência – Percursos Criminais” é o título do novo livro de Laura M. Nunes e Jorge Trindade, publicado no Brasil, que será lançado em Portugal, na Universidade Fernando Pessoa, no dia 23 de Outubro.

O livro, prefaciado pelo Professor Osvaldo Tieghi, integra os aspetos relacionados com o (des)envolvimento de condutas delinquentes, com o controlo social formal, com a distribuição espacial das grandes cidades e com a desorganização social em ligação aos chamados gangs

CONVIDAMO-LO A ESTAR PRESENTE, NA SALA FERNANDO PESSOA DA UFP…

Os autores

Os autores

eng banner 1 Book Presentation – OPVC 

“Delinquência – Percursos Criminais” (Delinquency – Criminal Pathways) is the title of the new book from Laura M. Nunes & Jorge Trindade, published in Brazil, and presented in Portugal, at the Fernando PessoaUniversity, on 23 October.

The book, prefaced by Professor Osvaldo Tieghi, integrates aspects related to the development of delinquent behaviours,  the social control, the spatial  distribution of large cities and the social disorganization, in connection with the development of gangs …

We invite you to BE PRESENT – ROOM FERNANDO PESSOA – UFP …

EM DESTAQUE – OPVC ANALISA SEGURANÇA EM ASPRELA

Diagnóstico Local de Segurança do Polo Universitário de Asprela desenvolvido pelo OPVC vai ao encontro do que tem vindo a ser noticiado

Várias têm sido as notícias e os avisos a respeito da insegurança que se vive na área de Asprela, onde se concentram diversas Universidades da Cidade do Porto. Efetivamente, o Jornal de Notícias alertou e os avisos à população estudantil que se move naquela área têm vindo a crescer, partindo de associações de estudantes das várias Universidades e Institutos Superiores ali sedeados.

A esse respeito, a Universidade Fernando Pessoa, através dos trabalhos desenvolvidos pelos investigadores do OPVC, recolheu já os dados para um estudo exploratório a respeito das questões da insegurança, do crime e da vitimação no Polo Universitário de Asprela. Os dados serão tratados durante o último trimestre do ano e os resultados serão então apresentados ao Comando Metropolitano da Polícia de Segurança Pública do Porto.

Jornal de Notícias

Jornal de Notícias

A partir das conclusões extraídas deste primeiro estudo exploratório, realizar –se-á uma análise mais profunda, abrangendo mais instituições de ensino superior, através do desenvolvimento de um Diagnóstico Local de Segurança (DLS). Para tanto, o OPVC conta já com o questionário construído para o efeito por duas investigadoras da equipa, e que já tem vindo a ser usado para o levantamento de dados de DLS’s, quer em Portugal, quer fora de Portugal, numa adaptação solicitada pela Organização das Nações Unidas (ONU) ao OPVC.

LOCAL SECURITY DIAGNOSIS DEVELOPED BY OPVC , AND THE NEWS THAT HAS BEEN REPORTED

Several news and warnings about insecurity in the universities area (Asprela), where there are various Universities in Oporto.
In this respect, Fernando Pessoa University already collected data for an exploratory study on the issues of insecurity, crime and victimization in the Asprela area of the city.
The research was carried out by researchers from the OPVC, and will be presented to the Metropolitan Police Department of Public Security – Oporto. From the conclusions of this first exploratory study, further analysis will take place, covering more institutions, through the development of a Local Safety Diagnostics (DLS). Thus, the OPVC already has the questionnaire constructed for this purpose. That questionnaire has been already used for DLS’s data collection, either in Portugal or outside of Portugal, through an adaptation requested by United Nations Organization.

OPVC Presente Nas Escolas

OPVC  APRESENTA TEMAS DE INTERESSE PARA AS ESCOLAS

Mestres em Psicologia pela UFP que se encontram a realizar o seu estágio na Clínica Pedagógica de Psicologia da Universidade Fernando Pessoa (CPP-UFP) apresentam ações de formação/sensibilização sobre diferentes temas que se revelam necessidades a colmatar nas escolas.

Em parceria com o programa Escola Segura do Comando Metropolitano da Polícia de Segurança Pública do Porto, os ex-alunos de UFP que se encontram em estágio  na CPP-UFP apresentaram e geraram o debate a respeito de temas que são de crucial importância para as escolas

Cartaz de João Leal, Cristiana Carvalho e Maria Luís Machado

Cartaz de João Leal, Cristiana Carvalho e Maria Luís Machado

 

OPVC PRESENTS CENTRAL ISSUES ABOUT SOME PRESENT PROBLEMS IN SCHOOLS

Masters in Psychology from the Fernando Pessoa University, that are doing their internship in the Pedagogical Clinic of Psychology of the Fernando Pessoa University, presented training actions to some schools about different topics that are important to school context.

In partnership with the Police Department of Public Security / Oporto, students of Fernando Pessoa University presented and generated discussion about issues that are crucial to school. In such actions were explored issues like drug abuse, violence in domestic context, alcohol consumption and parenting, bullying and other important topics…

 

 

Diagnóstico Local de Segurança (DLS) – Vila Nova de Gaia apresentado publicamente

Notícia DLS GaiaO Diagnóstico Local de Segurança (DLS) de Vila Nova de Gaia, desenvolvido no âmbito dos estudos do OPVC da UFP, foi apresentado ao público no passado dia 25 de Julho, no salão nobre da Junta de Freguesia de Santa Marinha.

Os resultados do estudo solicitado pelo Comando Metropolitano do Porto – PSP à Universidade Fernando Pessoa permitiram a apresentação de conclusões, que nortearão o esforço de adaptação que tem vindo a ser feito por aquela polícia, às especificidades da comunidade analisada.

O Comando Metropolitano do Porto – PSP, ombreado por outras polícias do panorama internacional, estabelece pontes com a investigação científica, a fim de se melhorar permanentemente.

Entre os resultados, destaque para:

Solicitação das populações, por forma a que haja mais segurança: mais policiamento, reabilitação urbana, menos incivilidades, menos poluição/ruído, mais educação e prevenção.

Crimes mais frequentes: furto, tráfico de drogas, roubo / Crimes mais temidos: roubo, assalto a residência, agressão física.

 

18 c

Entre as conclusões, destaque para:

Repensar espaços físicos por forma a prevenir o crime, criar condições para que se possa proceder ao empowement  da população, apostar na formação contínua de profissionais ligados à segurança, investir seriamente na prevenção através de programas implementados por equipas multidisciplinares, avaliar regularmente as comunidades para garantir um movimento de permanente adaptação de medidas favorecedoras da segurança das populações.

 

 

Apresentação Pública de Estudo do OPVC em Parceria com PSP

Apresentação Pública DLS de Gaia

O estudo foi desenvolvido pelas investigadoras Laura M. Nunes e Ana Sani, no âmbito dos trabalhos do Observatório Permanente Violência e Crime e em colaboração com o Comando Metropolitano do Porto – Polícia de Segurança Pública, tendo consistido na elaboração do Diagnóstico Local de Segurança  de Vila Nova de Gaia.

Os principais objetivos da investigação consistiram em obter um conhecimento mais profundo e, simultaneamente, mais alargado sobre as especificidades daquela comunidade, em termos de criminalidade e (in)segurança percebidas. Mais especificamente, procurou-se captar a perceção da população local, quanto aos aspetos seguintes:

  • Criminalidade presente e/ou temida;
  • Experiências de vitimação;
  • Atuação policial;
  • Envolvimento comunitário dos cidadãos;
  • Sentimentos de pertença relativamente à comunidade.

Entre os resultados, podem destacar-se os seguintes:

  • A população local refere a reabilitação dos espaços, o aumento do policiamento e a aposta na prevenção e na educação, como algumas das medidas que poderão contribuir para a sua qualidade de vida e, sobretudo, para o aumento da segurança naquela comunidade;
  • Os inquiridos apontaram o desemprego, a pobreza, o consumo de álcool e/ou drogas ilegais como alguns dos fatores que parecem favorecer a ocorrência de crimes na sua área de residência;
  • Entre os crimes mais temidos pelos participantes no estudo, destacaram-se o roubo e o assalto a residência e, entre os apontados como mais frequentemente observados, salientaram-se o furto, o tráfico de drogas e o roubo;
  • Os vários resultados obtidos permitiram a apresentação de algumas medidas práticas que poderão vir a ser adotadas, numa perspetiva preventiva.

EM DESTAQUE…

 UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA É PALCO DO LANÇAMENTO DO LIVRO

“CRIME, JUSTIÇA E SOCIEDADE: DESAFIOS EMERGENTES E PROPOSTAS MULTIDISCIPLINARES” de Ana Sani e Laura M. Nunes

Capa Livro CJS

O lançamento foi realizado pelo Sr. Professor Pinto da Costa, durante o II Congresso Internacional “Crime, Justiça e Sociedade”

O livro apresenta uma compilação de textos de diversos autores que participaram na primeira edição do congresso anteriormente referido, que se realiza de dois em dois anos na Universidade Fernando Pessoa

ALGUNS MOMENTOS DO CONGRESSO

  II CI CJS JT  II CI CJS AS  II CI CJS SC

Crime e Vitimação – Polícia e Análise de Comunidades Urbanas

anasani&lauramnunes_crime e vitimação - polícia...

Disponível em:

edicoesUFP-91_600

bertrand

logo_wook_15

Representações da Polícia e das Vítimas no empowerment à vítima de violência doméstica

Os agentes policiais estão na linha da frente da intervenção junto das vítimas de violência doméstica. A forma de actuação, envolvendo sobretudo a capacitação da vítima para a melhoria da sua vida, cooperando na garantia da sua segurança, pode constituir um ponto fundamental na representação que estas elaboram a propósito da intervenção social da PSP e do posterior recurso a esta instituição. A nossa investigação consistiu em perceber se a actuação desta instituição vai no sentido do empowerment da vítima de violência doméstica. (…)

[Clique aqui para visualizar gratuitamente a tese (mestrado) completa.]

%d bloggers like this: